VÍDEO: Instituições federais planejam retorno de aulas presenciais para 2022

Desde o início da pandemia, as universidades federais do Rio Grande do Norte paralisaram as atividades presenciais. Com o avanço da vacinação, o cenário tem mudado e com isso algumas instituições já estão voltando às rotinas presenciais, mas ainda respeitando os protocolos. A Universidade Federal do Rio Grande do Norte e a Universidade Federal Rural do Semi-Árido, por exemplo, já estão articulando o retorno das aulas presenciais para 2022. A expectativa agora é receber os alunos para o primeiro semestre do ano que vem.

VEJA VÍDEO ABAIXO:

Foto: Raiane Miranda

Governadora autoriza novo concurso público para a UERN

A governadora Fátima Bezerra assinou nesta quarta-feira (29) a autorização para a realização do novo concurso público para professores e técnicos administrativos da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (Uern). Este é o primeiro ato do Governo do Estado com a nova diretoria da Instituição. 

A governadora Fátima Bezerra, ao lado da nova reitora Cicília Maia e do vice-reitor Francisco Dantas, com toda a equipe administrativa da Universidade, determinou que a instituição juntamente com a Secretaria de Planejamento e Finanças (Seplan) e a Procuradoria Geral do Estado (PGE) iniciem as providências para a realização do concurso. “Este é um ato muito sonhado, detalhado e esperado”, frisou Fátima Bezerra. 

Durante solenidade realizada na noite desta terça-feira (28), que marcou a posse da nova reitoria, Assembleia Universitária e o aniversário de 53 anos da Uern, a governadora sancionou a Lei que extingue a lista tríplice nas eleições da instituição, quando também anunciou o projeto de autonomia financeira da Uern que será enviado para a Assembleia Legislativa. 

Na assinatura de hoje no pátio da universidade, Fátima Bezerra afirmou que a Uern não é uma instituição qualquer. “É muito primorosa para o desenvolvimento de nosso Estado”, destacou ao assinalar que a universidade está presente de forma direta em 17 municípios potiguares, tem sete campi, 11 núcleos, 32 cursos de graduação, cerca de 12 mil alunos, mais de mil estudantes na pós-graduação, dois cursos de residência médica e quatro de doutorado. 

Mais de 50 mil jovens já receberam o grau de nível superior pela Uern. “É o mais belo exemplo de interiorização de ensino superior do Estado e zelar por esta instituição é a maior contribuição que estaremos dando ao RN do ponto de vista da defesa de um projeto de desenvolvimento com inclusão social”, acrescentou a governadora.

Segundo a reitora Cicília Maia, a assinatura da autorização para o concurso é mais uma pauta concreta da agenda da governadora nas instalações da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte. “Governadora, tenha certeza que este é mais um ato histórico”, disse, dirigindo-se à chefe do Executivo estadual e nominando o momento como histórico. 

A nova reitora enfatizou que há toda expectativa da comunidade universitária e da sociedade também sobre esse concurso público com vagas nas diversas áreas de conhecimento e também nos diversos cargos. 

VÍDEO: Voluntários realizam melhorias estruturais em escola do bairro de Candelária

A ação de voluntários transformou a realidade da Escola Estadual Professor Luiz Antônio, no bairro de Candelária, em Natal. No local, pais, alunos e professores construíram uma sala de xadrez, de dança, um espaço de aula ao ar livre, além de uma horta com mais de 20 frutas e legumes.

VEJA VÍDEO ABAIXO:

Como tirar a Carteira de Estudante 2021 em Natal? Saiba como pedir

Com a retomada das aulas presenciais em Natal, os estudantes que precisarão das carteirinhas para terem o direito à meia entrada e à meia-passagem nos ônibus da capital podem solicitar a Carteira de Estudante 2021 pelo aplicativo Meu NatalCard ou presencialmente nos postos NatalCard. O documento é disponibilizado aos estudantes matriculados no presente ano letivo, sob pagamento de taxa para emissão no valor de R$ 25.

A carteirinha está acessível para alunos dos ensinos infantil, fundamental, médio, superior e pós-graduações da capital, inclusive de técnicos profissionalizantes, sendo estes de instituições que estejam cadastradas pela Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob).

Como solicitar (e facilitar) a Carteira de Estudante 2021

Aplicativo Meu NatalCard – com mais de 60 mil downloads, o app tem como diferencial a comodidade: o estudante ou responsável solicita a Carteira de Estudante via app e recebe o documento no seu endereço. A taxa de emissão de R$ 25 pode ser paga via boleto ou cartão de crédito. Após a compensação do pagamento, a carteirinha é enviada para o endereço informado na solicitação (envio restrito para área urbana da capital), em até 5 dias úteis a partir da data de compensação do pagamento. Neste caso, a entrega delivery do cartão tem o custo de R$ 5,80 acrescido na taxa de emissão. Se preferir, o solicitante pode ir buscar o seu documento nos postos de atendimento NatalCard (endereços no final desta matéria).

Postos de atendimento NatalCard – o usuário solicita e recebe a Carteira de Estudante 2021 na hora. Antes de se dirigir ao posto, recomenda-se que o estudante acesse o site portaldoestudantenatal.com.br para verificar sua situação cadastral. O aluno deve levar documento oficial que contenha RG e CPF, além do comprovante de residência. Nos postos, o pagamento da taxa poderá ser realizado em espécie, PIX e nos cartões de crédito ou débito.

Projeto Escola 2021 – se trata de um convênio no qual as instituições de ensino de Natal têm o diferencial de auxiliar os seus alunos a adquirirem a sua Carteira de Estudante 2021, viabilizando a solicitação e o recebimento da carteirinha na própria escola, o que proporciona inúmeros benefícios para ambos. Instituições interessadas no Projeto Escola 2021 podem saber mais informações através dos contatos: (84) 9988 9789 (WhatsApp) e e-mail: ciescolas@natalcard.com.br.

A Carteira de Estudante 2021 tem vigência até 31 de Março de 2022. O app Meu NatalCard está disponível para os sistemas Android e iOS. Já os postos de atendimento NatalCard estão localizados nos endereços: Av. Sen. Salgado Filho, 2850, Loja 5, Chacon Center, Candelária (zona sul) e na Av. Dr. João Medeiros Filho, 711, Igapó (zona norte).

lnformações adicionais podem ser obtidas também: nas redes sociais @natalcard, Call Center (84) 3026-8450 e pelo WhatsApp (84) 9179-7541.

*Matéria produzida em parceria com a NatalCard

Foto: LUZIÁRIA MACHADO - UERN

Governadora sancionará lei que acaba com lista tríplice da UERN

Em reunião com a reitora em exercício da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN); a reitora eleita, Cicília Maia; o vice-reitor eleito, Chico Dantas e o presidente do Sindicato dos Técnicos Administrativos da Uern, Elineudo Melo, nesta sexta-feira (24), a governadora Fátima Bezerra garantiu que irá sancionar a lei que extingue a lista tríplice para nomeação de reitor e vice-reitor da Uern durante a instalação do Governo do Estado em Mossoró, durante as comemorações dos 53 anos da instituição.

O Projeto de Lei nº 251, de autoria do Governo do Estado, foi aprovado nesta quinta-feira (23) pela Assembleia Legislativa (ALRN). Segundo a governadora, esse é mais um compromisso cumprido por seu governo com a comunidade acadêmica da Uern, uma importante conquista em defesa da democracia.

“Nós vamos acabar com essa história de governador, de gestor, não nomear aquele ou aquela que foi o mais votado no processo de escolha da comunidade”, explicou a governadora.

A reitora em exercício, Fátima Raquel, comemorou a aprovação do projeto e a garantia da governadora em sancionar o projeto de grande interesse para a Universidade durante a instalação do Governo na Uern. “Esse é um antigo sonho da nossa comunidade acadêmica. Agora temos a segurança de que toda escolha que a nossa comunidade fizer será respeitada, independente do governador ou governadora que esteja ocupando esse espaço”.

A notícia também foi comemorada pelo presidente do Sindicato dos Técnicos Administrativos. “Essa é uma escolha dos três segmentos e tínhamos receio de que a vontade da nossa comunidade não fosse respeitada. Agora, com essa lei, ficamos assegurados, garantindo o voto da melhor opção das nossas categorias”.

A reitora eleita também comemorou. “O sentimento é de felicidade em saber que a vontade da nossa universidade irá prevalecer. Todos sabem do quanto essa pauta é importante para a nossa comunidade e agora temos a garantia da governadora de que, em breve, será realidade”.

Durante a reunião também foram tratadas outras pautas importantes para a Uern. A governadora reafirmou seu compromisso com a autonomia financeira da Universidade. O projeto está sendo finalizado e em breve deverá ser encaminhado para a apreciação da Assembleia Legislativa. Outro ponto discutido foi a autorização para a realização de concurso público para servidores técnicos e docentes da Uern.

Acompanharam a reunião o secretário estadual de planejamento, Aldemir Freire; a secretaria adjunta do Gabinete Civil, Socorro Batista; o presidente da FAPERN, Gilton Sampaio e o pró-reitor de planejamento da Uern, Iata Anderson.

O Governo do Estado se instala na sede da Uern, em Mossoró, nos dias 28, 29 e 30 de setembro, em decorrência do pioneirismo na abolição da escravatura na capital do Oeste e dos festejos de aniversário da Uern. A governadora, que é chanceler da Universidade, participa da Assembleia Universitária dos 53 anos da Uern, ocasião onde acontecerá a posse da professora Cicília Maia no cargo de reitora e do professor Chico Dantas, no cargo de vice-reitor.

VÍDEO: Defensoria Pública Estadual entra com ação para retorno do transporte circular da UFRN

Desde o início da pandemia, a linha Circular da Universidade Federal do Rio Grande do Norte está desativada, assim como tantas outras da cidade de Natal.  Mas, com o retorno gradual das atividades da universidade, muitos alunos residentes e servidores têm encontrado dificuldades para se locomoverem dentro do campus central. Com isso, a UFRN agora busca solucionar o problema o mais rápido possível. A Defensoria Pública Estadual também entrou com Ação Civil Pública pedindo o retorno do transporte circular na universidade.

VEJA VÍDEO ABAIXO:

VÍDEO: Aulas da rede pública do RN devem retornar 100 % presencialmente até outubro

A Secretaria de Educação do Rio Grande do Norte autorizou, nesta semana, a ampliação do número de alunos nas aulas presenciais para até 60% da capacidade das escolas. A previsão é de que até o dia 4 de outubro a rede volte a funcionar com 100% da capacidade, de acordo com o calendário divulgado pela secretaria.

VEJA VÍDEO ABAIXO:

Foto: Marcello Casal Jr / Agência Brasil

Reabertas inscrições do Enem para isentos ausentes no exame de 2020

As inscrições do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 começam hoje (14) para os estudantes de baixa renda que tiveram isenção de taxa na edição do exame em 2020 e não compareceram às provas. Elas podem ser feitas na Página do Participante, sem que seja necessário justificar a ausência no Enem 2020 ou pagar a taxa de inscrição.

O prazo vai até 26 de setembro e as inscrições são exclusivas para o Enem impresso. Os isentos ausentes no Enem 2020 também poderão solicitar, até 27 de setembro, o atendimento especializado e tratamento pelo nome social.

Para esse público, as provas do Enem 2021 serão aplicadas em 9 e 16 de janeiro de 2022, mesma data da realização do Enem para Pessoas Privadas de Liberdade e jovens sob medida socioeducativa que inclua privação de liberdade (Enem PPL).

A aplicação das provas nos dias 21 e 28 de novembro de 2021 está mantida para todos os participantes que já tiveram a inscrição confirmada no exame, conforme previsto no edital regular. Ao todo, 3.109.762 pessoas foram confirmadas para o Enem 2021, nas duas versões do exame, impressa e digital. Esse foi o menor número de inscrições desde 2005.

Decisão do STF

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) reabriu o prazo de inscrição para os isentos ausentes no Enem 2020 em cumprimento a uma decisão do Supremo Tribunal Federal (STF). A medida foi formalizada hoje (14) em edital complementar publicado no Diário Oficial da União.

O valor da taxa de inscrição no Enem é de R$ 85 e, pelas regras do primeiro edital, quem teve direito à isenção no Enem 2020, mas faltou à prova, só poderia obter nova gratuidade no Enem 2021 se conseguisse justificar a ausência. As justificativas precisavam ser comprovadas documentalmente, bem como se encaixar nas hipóteses previstas, que incluíam situações como acidentes de trânsito, morte de familiar, emergências médicas e assaltos, entre outras.

Entretanto, o STF entendeu que, em razão da pandemia de covid-19, as provas do ano passado foram aplicadas em um contexto de anormalidade, e a exigência de comprovação documental para os ausentes viola diversos preceitos fundamentais, entre eles o do acesso à educação e o de erradicação da pobreza. Além disso, a obrigação imposta pelo edital penaliza os estudantes que fizeram a “difícil escolha” de faltar às provas para atender às recomendações das autoridades sanitárias de evitar aglomerações.

Quem estivesse com covid-19 ou tivesse contato com alguém infectado também poderia apresentar essa justificativa. Mas o candidato que faltou somente pelo medo de contaminação, por exemplo, ou que não pudesse comprovar com documentos nenhuma outra razão para a falta, não estaria coberto pela gratuidade na edição do exame deste ano.

Quem tem direito à isenção?

O novo prazo para inscrição com isenção da taxa vale para aqueles que comprovarem ter direito à gratuidade, mas sem que precisem justificar falta em edição anterior do exame.

Pessoas que cursaram todo o ensino médio em escola pública ou que foram bolsistas integrais durante toda a etapa em escolas particulares têm direito à gratuidade na inscrição do exame. Alunos que estão cursando a última série do ensino médio na rede pública, no ano de 2021, também podem pedir a isenção.

O mesmo vale para quem está em situação de vulnerabilidade socioeconômica por ser membro de família de baixa renda. Nesse caso, é preciso comprovar a inscrição no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal (CadÚnico).

Fonte: Agência Brasil

Foto: SEEC/ASSECOM

Governo do RN convoca mais 519 professores temporários

A rede estadual de ensino do Rio Grande do Norte vai receber mais 519 professores temporários para atuarem nas 16 diretorias regionais da Secretaria de Estado da Educação, da Cultura, do Esporte e do Lazer.

A convocação dos novos profissionais será publicada na edição do Diário Oficial do Estado (DOE) desta terça-feira (14).

Nessa convocação, 500 atuarão nas disciplinas da base comum curricular, 10 no eixo tecnológico da educação profissional e nove atuarão na educação do campo. Com essa nova chamada, serão 1.897 professores já convocados na gestão da professora Fátima Bezerra. Já os educadores efetivos convocados, desde 2019, somam 2.191.

“A melhor maneira de renovar a esperança é investir na educação, e este segue sendo um dos pilares do nosso governo”, disse a governadora e professora Fátima Bezerra.

Os candidatos terão vinte dias, a partir da data de publicação, para se apresentarem nas sedes das Diretorias Regionais de Educação e de Cultura para onde foram convocados. Os educadores deverão levar toda a documentação e exames obrigatórios para assunção do cargo. Os itens exigidos estão descritos nas convocações publicadas no DOE.

Os nomeados desenvolverão suas atividades nas disciplinas de Artes, Biologia, Educação Física, Ensino Religioso, Filosofia, Física, Geografia, História, Língua Espanhola, Língua Inglesa, Língua Portuguesa, Matemática, Pedagogia (Anos Iniciais e Educação Especial), Química e Sociologia.

Do eixo tecnológico, serão convocados educadores dos cursos de Administração/Recursos Humanos, Edificações, Manutenção e Suporte em Informática, Meio Ambiente, Nutrição e Dietética, Segurança do Trabalho e Sistemas de Energia Renovável.

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Inep divulga gabaritos do Revalida 2021

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou, nesta terça-feira (7), os gabaritos preliminares da prova objetiva da primeira etapa do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira (Revalida) 2021.

Também está disponível, no portal do Inep, o padrão de resposta provisório da prova discursiva.

Os participantes do exame têm até o dia 13 deste mês para interpor recurso aos gabaritos, por meio do Sistema Revalida. Os gabaritos definitivos e o resultado provisório do Revalida serão divulgados em 26 de outubro. A partir desse data, os médicos terão até 1º de novembro para entrar com recurso. O resultado final da primeira etapa está previsto para 19 de novembro.

A primeira etapa do exame foi aplicada no último domingo (5), em oito capitais: Brasília, Campo Grande, Curitiba, Porto Alegre, Recife, Rio Branco, Salvador e São Paulo. Os candidatos fizeram provas objetiva e discursiva, nos turnos matutino e vespertino, respectivamente.

Os médicos responderam a 100 questões de múltipla escolha e cinco discursivas sobre cinco grandes áreas da medicina: clínica médica, cirurgia, ginecologia e obstetrícia, pediatria e medicina da família e comunidade (saúde coletiva). Será considerado aprovado na primeira etapa do exame o participante que alcançar, no mínimo, 90 pontos de um total de 150.

A segunda etapa é de avaliação das habilidades clínicas, quando o médico executa dez tarefas para uma banca examinar suas habilidades para o exercício da função. Para isso, ele percorre dez estações resolvendo tarefas como a investigação de história clínica, a interpretação de exames complementares, a formulação de hipóteses diagnósticas, a demonstração de procedimentos médicos e o aconselhamento a pacientes ou parentes, entre outras.

O objetivo do Revalida é avaliar as habilidades, as competências e os conhecimentos necessários para o exercício profissional adequado aos princípios e necessidades do Sistema Único de Saúde (SUS). O exame é aplicado pelo Inep desde 2011 para subsidiar a revalidação, no Brasil, do diploma de graduação em medicina expedido no exterior.

Apesar de ser aplicado pela autarquia ligada ao Ministério da Educação, o ato de apostilamento da revalidação do diploma é uma atribuição das universidades públicas que aderem ao Revalida.

Agência Brasil