Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Natal amplia públicos em vacinação com a terceira dose neste sábado (2)

A Prefeitura do Natal vai ampliar a faixa etária de público para receber a terceira dose neste fim de semana. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS/Natal) vai receber o público de 80 anos e mais neste sábado (2), além do público de 70 anos e mais na segunda-feira (4), em qualquer ponto de aplicação. Pode receber a terceira dose quem tiver concluído o esquema vacinal, com duas doses ou dose única de qualquer imunizante, há pelo menos seis meses. É necessário levar carteira de vacina, comprovante de residência e documento com foto.

Equipes da SMS/Natal também estão vacinando os acamados domiciliados que possuem cadastro nas UBS. Para mais informações sobre a fila dos drives, documentação, prazos, locais de vacinação e perguntas frequentes, basta acessar a plataforma Natal Vacina através de vacina.natal.rn.gov.br.

PRIMEIRA DOSE
Pessoas a partir de 12 anos que ainda não tomaram a primeira dose, podem se dirigir a um dos drives de vacinação para atendimento. Para agilizar a vacinação é importante o cadastro prévio na RN Mais Vacinas.

SEGUNDA DOSE
CORONAVAC
As pessoas que completaram os 28 dias da primeira dose do imunizante Coronavac podem procurar as UBS do município ou qualquer drive-thru para receber a segunda dose.

OXFORD
UBS do município e todos os drives estarão com aplicação da D2 da Oxford para quem se vacinou até o dia 19 de julho.
Grávidas que tomaram a D1 de Oxford.
As gestantes que tomaram a primeira dose com o imunizante Oxford e que, por recomendação do Ministério da Saúde, não tomaram a segunda dose poderão completar seu esquema vacinal com o imunizante da Pfizer e em todas as UBS do município ou qualquer ponto de aplicação.

PFIZER
A segunda dose da Pfizer está disponível nas UBS do município ou nos drives Nélio Dias, Palácio dos Esportes, Via Direta ou ginásio do Sesi para quem tomou a primeira dose até 06 de agosto.

RN inicia vacinação de idosos com 70 anos ou mais; Sesap distribuiu vacinas hoje

O Rio Grande do Norte vacinou 100% dos idosos acamados e localizados em instituições de longa permanência com a dose de reforço da vacina contra a Covid-19. Em virtude do êxito, a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) orienta que os municípios iniciem a aplicação da terceira dose em idosos com 70 anos ou mais, ou seja, de forma escalonada iniciando pelos mais velhos.

A Sesap realiza, hoje (29) às 13h, a distribuição de mais um lote de vacinas contra a Covid-19, dando continuidade à campanha estadual de vacinação.

Serão distribuídas 79.136 doses de imunizantes contra o coronavírus, das quais 61.656 são vacinas da Pfizer destinadas para adolescentes de 12 a 17 anos; aplicação da terceira dose ou dose de reforço para os idosos com 70 anos ou mais, bem como, a destinação de doses para a completude do esquema vacinal com a D2.

Além disso, a Sesap realizará a distribuição de mais 17.480 doses do imunizante AstraZeneca/Oxford para a aplicação da segunda dose.

Foto: Manoel Barbosa/Secom

Natal amplia data de segunda dose de Oxford e inicia dose de reforço a acamados de 70 anos

A Prefeitura do Natal comunica que quem se vacinou com o imunizante da Oxford até 18 de Julho deve procurar um dos pontos de vacinação levando cartão de vacina e comprovante de residência de Natal para receber a D2 e completar seu esquema vacinal.

Outra mudança em relação à vacinação em Natal é sobre a dose de reforço dos idosos acamados com 70 anos e mais que completaram seis meses da segunda dose. Cada Distrito Sanitário tem o cadastro dessas pessoas que já foram vacinadas anteriormente pelas equipes da SMS Natal e cada Distrito é o responsável pelas rotas. 

“Essa vacinação foi iniciada na semana passada e em Natal são mais de três mil acamados. Portanto,  a logística é bem complexa devido à temperatura necessária do imunizante da Pfizer, sem contar que cada ampola tem seis doses. Vamos cumprir o cronograma e pedimos que a população tenha um pouco de paciência para que todos sejam imunizados”, explica o secretário municipal de Saúde, George Antunes.

A SMS Natal também iniciou a vacinação dos idosos que residem em Instituições de Longa Permanência.

PRIMEIRA DOSE

Pessoas a partir de 12 anos que ainda não tomaram a primeira dose, se dirijam a um dos drives de vacinação para serem atendidas. A lista com as Unidades Básicas e os pontos de drives e grupos em vacinação, podem ser acessados através do https://vacina.natal.rn.gov.br/  para agilizar a vacinação é importante o cadastro prévio na RN Mais Vacinas.

SEGUNDA DOSE


CORONAVAC 
As pessoas que completaram os 28 dias da primeira dose do imunizante Coronavac podem procurar as UBS do município ou qualquer drive-thru.

OXFORD
UBS do município e todos os drives estão com aplicação da D2 da Oxford para quem se vacinou até o dia 18 de julho.

Grávidas que tomaram a D1 de Oxford
As gestantes que tomaram a primeira dose com o imunizante Oxford e que, por recomendação do Ministério da Saúde, não tomaram a segunda dose poderão completar seu esquema vacinal com o imunizante da Pfizer e em todas as UBS do município ou qualquer ponto de aplicação.

PFIZER
A segunda dose da Pfizer está disponível nas UBS do município ou nos drives Nélio Dias, Palácio dos Esportes, Via Direta e SESI para quem tomou a primeira dose até 06 de agosto.


TERCEIRA DOSE
Pessoas com 90 anos e mais e que não estejam acamadas e nem residem em instituições de longa permanência, que tenham completado o esquema vacinal, com duas doses, de qualquer imunizante (Coronavac, Oxford ou Pfizer) há pelo menos seis meses, estão aptas a receber a D3. Para isso, as pessoas devem levar o cartão de vacinação, documento com foto e comprovante de residência de Natal em qualquer ponto de aplicação da cidade.

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Natal vacina adolescentes de 12 anos a partir desta segunda-feira (27)

Nesta segunda-feira (27), a Prefeitura do Natal inicia a vacinação dos adolescentes com idade de 12 anos, residentes na capital. Com isso, o município termina a aplicação da primeira dose em toda população vacinável, uma vez que até o momento não há liberação da Anvisa ( Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para vacinar pessoas abaixo dos 12 anos. 

As pessoas dessa faixa etária podem procurar um dos pontos de vacinação para receber a primeira dose do imunizante contra a Covid-19, mas devem ir acompanhadas dos pais ou representantes legais, sendo necessário o cadastro prévio no RN+Vacina, através do registro de seus responsáveis na plataforma, e levar comprovante de residência de Natal, documento com foto e cartão de vacina.

A SMS Natal reforça que as pessoas acima de 12 anos, que ainda não foram tomar a primeira dose, se dirijam a um dos drives de vacinação para serem atendidas. A lista com as Unidades Básicas e os pontos de drives e grupos em vacinação, podem ser acessados através do https://vacina.natal.rn.gov.br/ .

SEGUNDA DOSE
CORONAVAC 
As pessoas que completaram os 28 dias da primeira dose do imunizante Coronavac podem procurar as UBS do município ou qualquer drive-thru.

OXFORD
UBS do município e todos os drives estarão com aplicação da D2 da Oxford para quem se vacinou até o dia 17 de julho.

Grávidas que tomaram a D1 de Oxford
As gestantes que tomaram a primeira dose com o imunizante Oxford e que, por recomendação do Ministério da Saúde, não tomaram a segunda dose poderão completar seu esquema vacinal com o imunizante da Pfizer e em todas as UBS do município ou qualquer ponto de aplicação.

PFIZER
A segunda dose da Pfizer está disponível nas UBS do município ou nos drives Nélio Dias, Palácio dos Esportes, Via Direta e SESI para quem tomou a primeira dose até 06 de agosto.


TERCEIRA DOSE
Pessoas com 90 anos e mais que tenham completado o esquema vacinal, com duas doses, de qualquer imunizante (Coronavac, Oxford ou Pfizer) há pelo menos seis meses, estão aptas a receber a D3. Para isso, as pessoas devem levar o cartão de vacinação, documento com foto e comprovante de residência de Natal em qualquer ponto de aplicação da cidade.

Foto: Tânia Rêgo / Agência Brasil

Ministério da Saúde anuncia 3ª dose da vacina contra a Covid-19 para profissionais da saúde

A dose de reforço da vacina contra a Covid-19 será aplicada em profissionais da saúde. A informação foi divulgada nesta sexta-feira (24) pelo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. O imunizante aplicado será preferencialmente da Pfizer, desde que os trabalhadores já tenham seis meses do esquema vacinal completo, ou seja, duas doses ou a dose única da Janssen.

Algumas cidades já adotam essa estratégia, como a capital paulista, que autorizou os profissionais da saúde a tentarem receber a terceira dose através da xepa, momento no final do dia em que sobram vacinas contra o coronavírus.

O Ministério da Saúde já tinha liberado, desde 15 de setembro, a aplicação da terceira dose da vacina contra a Covid-19 em idosos com mais de 70 anos, priorizando o grupo com 80 anos ou mais e imunossuprimidos.

Pesquisas recentes apontaram que os idosos apresentam uma queda na imunidade contra o coronavírus após o período de 6 meses do esquema vacinal completo.

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

Natal terá trailer para vacinação contra a Covid-19 nos bairros

A Prefeitura do Natal vai iniciar na próxima segunda-feira (27) a vacinação volante contra a Covid-19. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS/Natal) firmou uma parceria com o Procon Natal para utilizar a unidade móvel como suporte da campanha itinerante pelos bairros e, semanalmente, a unidade estará posicionada em uma área da cidade, das 8h às 15h. A programação para a primeira semana, de 27 de setembro a 01 de outubro, acontece no bairro do Alecrim, na Praça Gentil Ferreira. A cada sexta-feira será divulgada a programação da semana seguinte. 

Os locais escolhidos são onde não há ponto de vacinação próximo, para que dessa forma a população daquela localidade tenha acesso aos imunobiológicos de forma rápida e fácil. Todos os distritos sanitários do município serão contemplados com a passagem do trailer da vacinação. 

Qualquer pessoa com 13 anos e mais, além dos demais públicos prioritários já contemplados anteriormente nas fases da campanha, poderá buscar o ponto volante. É necessário portar a documentação exigida para tomar a primeira ou segunda dose dos imunizantes contra a Covid-19. Para mais informações sobre os grupos e quais documentos levar em todos os casos, basta acessar o site vacina.natal.rn.gov.br. 

“Os pontos volantes serão definidos conforme a necessidade de cada região. Vemos essa estratégia como uma forma de ampliar a cobertura vacinal. Já realizamos ações semelhantes, neste ano, no Residencial Village de Prata e no Leningrado”, afirma o secretário Municipal de Saúde, George Antunes.

VÍDEO: Natal inicia vacinação de adolescentes acima de 16 anos sem comorbidades

Após a suspensão da vacinação dos adolescentes sem comorbidades, que começaria em Natal na última quinta-feira, 16, a Secretaria Municipal de Saúde decidiu iniciar a imunização deste público nesta segunda-feira, 20. Com isso, adolescentes com 16 anos ou mais já começaram a procurar os postos de vacinação.

VEJA VÍDEO ABAIXO:

Natal amplia D2 de Oxford e Pfizer e inicia D3 para idosos de 95 anos e mais

Natal amplia neste sábado as datas para as pessoas que se vacinaram com a primeira dose de Oxford até 15 de julho e para quem tomou a primeira dose de Pfizer até 29 de julho. Essas pessoas devem procurar um dos pontos de drive para completar seu esquema vacinal.

Outro público que pode ser vacinado é o de  idosos com 95 anos e mais. Essa dose de reforço será aplicada nessa faixa etária independe do imunizante da D1, sendo necessário somente ter finalizado o esquema nós últimos seis meses.

Na segunda-feira, a SMS Natal começa a vacinar, com a dose de reforço, os idosos institucionalizados. 

Para receber a D2 e D3 as pessoas devem levar o cartão de vacinação, documento com foto e comprovante de residência de Natal. Todas as informações sobre a vacinação de Natal estão disponibilizadas no https://vacina.natal.rn.gov.br/.

Aos domingos os drives não funcionam, na segunda além dos quatro drives, o público em vacinação pode procurar uma das 35 UBS.

Foto: Alex Régis/Secom

Com presença do ministro da Saúde, Plano Nacional de Expansão da Testagem para Covid-19 é lançado em Natal

Natal foi uma das cidades escolhidas para sediar o lançamento do Plano Nacional de Expansão da Testagem para Covid-19. Na manhã desta sexta-feira (17), na Praça Gentil Ferreira, no Alecrim, na solenidade que marcou a abertura do programa, mais de 100 testes de antígeno foram realizados e nenhum caso positivo foi registrado. O evento contou com a presença do prefeito de Natal, Álvaro Dias, do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e do secretário municipal de Saúde, George Antunes. De acordo com o Governo Federal, mais de 60 milhões de testes serão distribuídos para todos os Estados e o Distrito Federal.

Segundo recomendações do plano, os testes devem ser aplicados para diagnosticar pessoas com sintomas da Covid-19 e podem ser usados em locais de grande circulação e nas unidades referenciadas. Cada Município vai organizar a sua operação de testagem. Segundo os informes do Ministério da Saúde, uma estratégia válida seria a criação de pontos de triagem, onde as pessoas em um trabalho de busca ativa serão convidadas a fazer o teste rápido de forma voluntária.

Assim, será possível identificar os casos mais rapidamente, promover o isolamento, rastreamento e testagem de contato,e também fazer a quarentena. Essa estratégia de testagem também é usada para a busca ativa de pessoas que podem demorar a apresentar sintomas da Covid-19, para evitar a disseminação da doença. Os testes de antígeno também devem ser usados na investigação de surtos locais da doença como em escolas, abrigos de idosos e outras localidades.

Álvaro Dias saudou a presença do ministro Marcelo Queiroga e agradeceu todo o apoio e os investimentos recebidos pelo Governo Federal ao longo da pandemia, destacando que essa parceria foi fundamental para a implementação das ações exitosas da gestão municipal no enfrentamento à Covid-19. O prefeito lembrou da abertura do hospital de campanha, dos centros covid, criação de unidades exclusivas para o tratamento de infectados, compra de equipamentos, remédios e insumos, contratação de profissionais, ampliação e reestruturação da rede pública municipal de saúde, ações de testagem em massa, e agora com a campanha de vacinação. 

“Desde o início da pandemia não temos economizado esforços para salvar e proteger a vida dos natalenses. Tudo isso só foi possível graças ao apoio inconteste do Governo Federal. Hoje temos a satisfação de sediar o lançamento do plano nacional de testagens que é mais uma ação fundamental no combate à doença. Vamos seguir trabalhando dia e noite para que a gente possa sair desse momento. Já estamos em uma situação de maior controle, mas não podemos relaxar”, disse o prefeito Álvaro Dias.

Ele aproveitou ainda pra falar sobre o sucesso da campanha de vacinação do Município, anunciando que mais de 50% da população vacinável já está completamente imunizada, bem como 87% dos natalenses já tomou pelo menos uma dose de alguma das vacinas disponíveis: “Essas estatísticas são a prova da eficiência da campanha de vacinação estruturada pela Prefeitura e traduzem números positivos relativos ao número de ocupação de leitos, novos contágios e óbitos. Vamos nos vacinar. Aqui em Natal, assim que recebemos as vacinas fazemos a distribuição para logo chegar ao braço da população”, complementou.

Marcelo Queiroga ficou contente com o reconhecimento, atestou e elogiou o trabalho desempenhado pela Prefeitura de Natal. O ministro disse que muitas das ações e iniciativas realizadas pelo Município serviram de exemplo para todo o país. Sobre o plano de testagem, ele disse que era uma ação abrangente e fundamental para identificar casos sintomáticos e assintomáticos na população geral e em grupos vulneráveis. Além disso, serve de base para orientar a implementação de medidas de controle da circulação do vírus. 

“O Ministério da Saúde vai adquirir com a Fiocruz cerca de 60 milhões de testes. Até o fim do mês, iremos distribuir 4 milhões de testes aos estados. Essa ação se soma a outras que já ocorrem por parte de municípios, estados e iniciativa privada. Nós temos que ter os resultados na base de dados do Ministério da Saúde para acompanhar o caráter epidemiológico da pandemia de forma eficiente”, afirmou o ministro.

Hospital Público Municipal

Sobre a construção do Hospital Público Municipal, o ministro Marcelo Queiroga anunciou que o Governo Federal tem todo o interesse em garantir a totalidade dos recursos para viabilizar a obra, atendendo ao pleito do prefeito Álvaro Dias: “Essa é uma demanda justa e espero anunciar logo em breve que a capital potiguar terá o seu Hospital Público. O prefeito Álvaro Dias tem sido incansável nessa luta e vamos seguir, dialogando com a equipe econômica do Ministério e do Governo Federal para obtermos os recursos necessários”, finalizou.

Atualmente, R$ 26 milhões em recursos de uma emenda coletiva dos deputados federais e senadores do Rio Grande do Norte estão garantidos. O projeto para a construção do Hospital elaborado pela Prefeitura está orçado em R$ 100 milhões e esses recursos provenientes da emenda coletiva da bancada do RN serão utilizados para iniciar o projeto. Álvaro Dias informou que vai buscar o complemento dos investimentos para executar a obra no Ministério da Saúde, bem como vai indicar recursos próprios do Município.

O Hospital Municipal de Natal deverá ser construído em um terreno próprio, com 17.976,92m², situado em quadra definida pela Av. Omar O’Grady, Av. dos Xavantes e Rua Lago da Pedra, bairro Pitimbu. A unidade vai se destinar ao atendimento de usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) em Natal com uma população de mais de 800 mil habitantes, podendo abranger usuários do SUS de outros municípios do Rio Grande do Norte com as devidas pactuações que o sistema de saúde prevê.

“A construção da sede própria do Hospital Municipal é um sonho perseguido há mais de 30 anos pelos gestores da capital potiguar e a nossa gestão vai fazer o possível para concretizá-lo”, destacou o prefeito Álvaro Dias.

As linhas de atenção planejadas para o hospital preveem atendimentos referenciados a pacientes adultos clínicos para internação hospitalar e cirúrgicos para cirurgias programadas (eletivas), além de atendimento de urgência 24h a pacientes adultos e pediátricos com traumas ortopédicos de baixa complexidade e atendimentos ginecológicos e obstétricos para gestantes de risco habitual e alto risco.